Poder de compra: o que é e como calcular

Larissa Carvalho

| 3 minutos para ler

chaveiro de globo, ao lado de moedas douradas e cédulas

Continua depois da publicidade

A PPC tira as distorções causadas pela diferença das taxas de câmbio e ajuda a calcular elas de uma forma mais assertiva

Você já ouviu falar de Paridade do Poder de Compra, mas nunca entendeu o que é e como calcular essa métrica? Não se preocupe, porque neste artigo tem tudo sobre o assunto. Confira!

O que é Paridade de Poder de Compra (PPC)

A Paridade do Poder de Compra (PPC), em inglês, purchasing power parity (PPP), é um padrão que corrige o cálculo do Produto Interno Bruto. Isso faz com que o seu valor se aproxime da capacidade econômica real de um país. 

O PIB por PPC consegue tirar distorções causadas pela diferença das taxas de câmbio, além do custo de vida e rendimento da população. Assim, a produção total da economia nacional é medida direitinho.

Teoria da Paridade dos Poderes de Compra

Existe uma teoria que envolve o PPC e a existência de uma taxa de câmbio de equilíbrio. Esta, por sua vez, existe em cada país e pode ser analisada a longo prazo. 

Quando um conjunto de bens e serviços tem o mesmo valor em dois países, isso quer dizer que a moeda está em equilíbrio. Isso levando em consideração a existência da taxa de câmbio que há entre elas.

Como funciona a paridade no poder de compra (PPC)

Ao pensar em exemplos para explicar o PPC, é muito comum falar de viagens internacionais e o “peso” do dólar em cada país. Mas, não é preciso ter saído do Brasil para entender a discrepância das moedas.

Se você já viajou para alguma cidade mais afastada da sua residência ou para outro estado, deve ter notado que o preço das coisas pode variar. 

Se em outro estado você compra um café expresso e um pão na chapa com 5 reais, em São Paulo, por exemplo, esse valor mal compra um café coado. Se a nota ainda é a mesma, por que então ela não compra os mesmos produtos?

Porque a PPC varia de uma região para outra. Isso só acontece por causa de fatores como os custos de produção e a lei da oferta e da procura da localidade.

Já é difícil padronizar isso tudo considerando apenas o real, imagine ao comparar moedas diferentes. E é por isso que a PPC surgiu, ela é uma tentativa de solucionar a questão.

Enquanto outros métodos indicam quanto uma moeda vale (em dólar), o PPC têm a função de pesar cada uma delas de acordo com o que elas conseguem comprar. 

Existem institutos que usam o PPC como objeto de comparação, como o Produto Interno Bruto (PIB) e a renda per capita da população.

homem caminha com os dedos sobre pilhas de moedas organizadas em ordem crescente

Para aprender mais: Vale a pena investir em dólar ou câmbio?

Como é calculada a Paridade do Poder de Compra 

Para se calcular a paridade entre países, a taxa de câmbio real dos mesmos produtos e serviços deve ser considerada. Esse cálculo é feito a partir da fórmula a seguir:

E = e.(P¹ ÷ P²)

Na fórmula, as taxas de câmbio nominal “e” e os preços de um país “P” são considerados. Geralmente, a moeda norte-americana é usada como base sobre os preços do segundo país (P²).

Exemplo: suponha que uma cesta com produtos específicos, nos Estados Unidos, custa US$ 5,00. Já no Brasil, o mesmo produto custa R$ 20,00. Isso quer dizer que a taxa de câmbio é de 4 reais para cada 1 dólar.

Imaginando que a taxa de câmbio no mercado se encontre em R$ 4,86, a taxa de câmbio real se dá da seguinte forma:

E=4,86 x (5/20)= 1,215

Isso quer dizer, portanto, que a população do Estados Unidos tem maior poder de compra ao comparar o dólar alto com o real da economia brasileira. 

Caso o resultado dessa conta fosse menor que 1, o Brasil teria uma taxa de câmbio maior, sendo considerados mais “ricos”.  

Se a taxa de câmbio real calculada fosse igual a 1, a taxa de paridade entre os países seria perfeita. Assim, entraria em vigor a teoria da Lei do Preço Único (Law of One Price).

Essa Lei do Preço Único estabelece que se dois países produzem um bem idêntico, o preço dele deveria ser o mesmo no mundo todo. Ou seja, o país não importa, o preço deveria ser igual para qualquer um.

Agora você já conseguiu entender o que é poder de compra, como calcular e qual é a sua importância, não é mesmo?! Basta usá-la para tornar as suas análises cambiais mais precisas.  

Conte sempre com Bom Pra Crédito para ampliar seu conhecimento sobre finanças pessoais e aplique seu aprendizado sempre que possível!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *