Quanto custa morar sozinho: 15 dicas para começar bem

Larissa Carvalho

| 6 minutos para ler

Homem em casa sentado em uma poltrona lendo um livro

Continua depois da publicidade

Quer morar sozinho e não sabe por onde começar? Essas 15 dicas podem te ajudar a planejar melhor este momento e não passar sufoco

Sair da casa dos pais é um desejo de muitos jovens que estão chegando na vida adulta. Conquistar a independência financeira, morar sozinho e ter o seu próprio cantinho pode ser um sonho se você se planejar bem. Caso contrário, pode até trazer mais problemas.

Antes de fazer as malas e “sair debaixo das asas dos pais”, existem algumas coisas que você precisa saber e a principal delas é quanto custa morar sozinho. Pensando nisso, elaboramos o Guia Bom Pra Crédito para você se planejar com sabedoria e não cometer (muitos) erros.

Entenda o seu cenário financeiro atual. Você tem dívidas ou já está pagando um financiamento? Se sim, boa opção é dividir as contas com um amigo. Agora, se você está no azul, fica mais fácil tomar esta decisão.

Apartamento com mulher sentada no sofá mexendo no computador

01 Se planeje financeiramente

Não adianta ir morar sozinho e deixar os boletos acumularem, né? Então a primeira coisa a se fazer é planejar bem a sua situação financeira. Caso tenha dívidas, o mais indicado é dividir casa com um amigo, como na série Friends. Já pensou como seria divertido? Pois é!

Só vá morar realmente sozinho se você tiver um bom orçamento disponível. Isso vai garantir que você não passe sufoco e não precise pedir aquela ajuda aos pais para pagar as contas no final do mês.

02 Planeje gastos

Saber quanto custa morar sozinho passa pelo importante processo de colocar todos os seus futuros gastos na ponta do lápis. É sempre bom lembrar que na casa dos pais você não paga contas e morando sozinho você vai ser o único responsável por elas.

Então faça as contas dos gastos fixos que terá por mês: água, energia, internet, mercado, gás. Além de parcela do imóvel, caso vá comprar, ou do aluguel. Isso vai te ajudar a saber quanto você precisará por mês para sobreviver.

03 Poupe dinheiro

Se for possível, faça uma reserva de emergência antes de ir morar sozinho para te ajudar a lidar com os imprevistos. É bom que você saiba que eles acontecem. Sim! É possível que o gás falte no meio da preparação para o almoço ou que o cano do banheiro estoure.

Nessas horas, é bom que você tenha um pé de meia reservado especialmente para pagar por esses serviços extras, sem que precise tirar do seu orçamento mensal.

O que é educação financeira e porque você precisa dela urgente

04 Adote um bichinho

Ah, fala a verdade! É bom demais ter a companhia de um bichinho e ele vai te ajudar a não se sentir sozinho na vida nova. Nessas aventuras os gatos são boas opções porque geralmente precisam de menos espaço e são mais independentes que os cachorros.

Mas também existem hamsters e uma infinidade de bichinhos que podem dividir essa nova etapa da sua vida com você. Ah! Mas lembre-se de adotar apenas se realmente for ser responsável por essa nova vida, nada de devolver o pet depois, hein?

05 Prefira imóveis pequenos

Se esse é o seu primeiro imóvel, temos uma dica de ouro para você: prefira os menores. Além de geralmente serem mais em conta, lembre-se que é você que vai fazer a limpeza dele sozinho e vamos combinar que é bem melhor faxinar uma casa pequena, né?

Além disso, quanto menor imóvel, menos você vai gastar com energia, móveis, decoração e uma infinidade de outras coisas.

Sala de estar com sofá azul, poltrona branca, hack e uma televisão

06 Preste atenção na localização

Outro ponto que merece atenção e pode influenciar muito quando se pensa em quanto custa morar sozinho é a localização do imóvel. Partindo da ideia de que você já está tendo gastos que não estava acostumado a ter, tente economizar em outros aspectos da vida.

Prefira uma casa ou apartamento que fique perto de pontos de ônibus e que tenha serviços como padaria e farmácia por perto. Quanto mais serviços oferecidos na redondeza, melhor. Assim você economiza com transporte e não precisa ir longe para comprar o que precisa.

07 Economize na compra dos móveis

Já gastou muito com aluguel, pintura da casa nova e mudança? Então está na hora de economizar na mobília. Por isso, dê preferência a móveis usados. Com uma boa pesquisa é possível encontrar peças conservadas com ótimos preços.

Outra ideia é investir em decorações feitas por você mesmo: vasos de plantas feitos de garrafa pet, tapetes feitos de toalhas antigas, copos feitos de garrafa de vidro. Reciclar é tudo! E pode te ajudar muito a montar um enxoval sustentável e estiloso.

08 Adote plantas

Por falar em plantas, não esqueça de encher a sua nova casa delas. Afinal, todo jovem descolado que mora sozinho está rodeado de plantas por todos os lados e você não vai fazer feio, né? São muitas as espécies para se cultivar dentro de casa.

Faça uma pesquisa e escolha as suas preferidas. Uma dica caso você não seja acostumado a cuidar de plantas é começar pelos cactos, que dão menos trabalho e precisam de menos atenção. Aproveita a onda Juliette e encha sua nova casa deles, vai ficar lindo!

09 Louça não se lava sozinha

Se tem uma coisa que você deve estar acostumado é ter alguém para lavar aqueles copinhos que se multiplicaram na pia, acertei? Pois aqui vai uma triste observação: a louça não se lava sozinha, então não acumule ela na pia.

A melhor coisa a se fazer é ir lavando tudo à medida que for sujando. Assim você divide o serviço, escapa da preguiça e não fica cansado de lavar louça acumulada de dias e dias.

10 Vai dar medo do escuro

Essa é outra verdade que pouca gente fala: sim, vai dar medo do escuro. Principalmente naqueles momentos decisivos entre apagar a luz do quarto e correr pra cama. Quem nunca ficou esperando o monstro dar o bote no pé no meio do caminho como em filmes de terror?

Pois é! Por isso, a dica 10 é colocar um abajur ao lado da cama. Assim você pode deixar para apagar a luz já deitadinho e todo coberto com edredom. Ou até dormir com a luz acesa naqueles dias mais difíceis, sem gastar uma fortuna com energia.

cama com almofadas e mesinha ao lado com uma luminária

11 Faça amizade com os vizinhos

Não importa se você vai morar em casa ou apartamento, ter um bom relacionamento com vizinho é uma das melhores dicas que podemos dar. Essa relação pode baratear o custo de morar sozinho, já que vocês podem dividir serviços que sejam de interesse de ambos.

Além disso, se faltar aquela xícara de açúcar para completar a receita do bolo, você já tem onde pedir ajuda.

12 Entenda sobre educação financeira

Como você será o responsável pelas suas finanças a partir de agora, é interessante que você entenda sobre educação financeira e o porquê precisa dela para viver tranquilo. Uma coisa que pode te ajudar é investir na divisão 50%, 15% e 35% de gastos. Consiste basicamente em:

  • Separar 50% do que você ganha para os gastos essenciais da casa: aluguel, água, energia, gás, mercado, internet e transporte, por exemplo;
  • 15% para sua saúde financeira: fazer uma poupança para projetos futuros ou usar para quitar possíveis dívidas que você tenha;
  • 35% para curtir a vida: sabe aquele cineminha no final de semana, a roupa nova que você tanto queria ou a cerveja com os amigos? Deve sair daqui.

13 Não gaste mais de 30% do seu orçamento com habitação

Não é indicado que você gaste mais que 30% do seu orçamento com prestação de imóvel ou aluguel, principalmente se além disso você ainda pagar condomínio. Isso porque sobraria algo em torno de 20% para o resto das despesas, o que pode não ser suficiente.

Vamos considerar que você more em São Paulo e ganhe R$2.500,00 de salário. Você teria R$1.250,00 para todas as outras despesas que citamos anteriormente. Mas se você usa R$750 apenas com aluguel, por exemplo, te sobraria R$500 para custear todo o resto.

Como funciona o financiamento

14 Tenha uma rotina de exercícios físicos

É comum ficar um pouco sedentário e você precisa fugir dessa estatística. Se ao pensar sobre quanto custa morar sozinho você chegou a conclusão que não é possível se matricular em uma academia, separe um tempinho do seu dia para se esticar na sala de casa.

Ah! Não descuide da alimentação. Nada de ter preguiça de cozinhar e viver de comer pizza ou alimentos congelados. Assim como a rotina de atividades físicas, mantenha uma boa alimentação para cuidar da saúde.

15 Orçamento apertou? Temos a solução

Pode acontecer de, em algum momento, seu orçamento apertar e você precisar de ajudinha financeira. Nessa hora, não pense duas vezes: o empréstimo Bom Pra Crédito pode te ajudar a sair do vermelho e salvar suas finanças!

São muitos parceiros prontos para te ajudar em qualquer momento. Então não perca tempo! Acesse o site do Bom Pra Crédito e simule o seu empréstimo pessoal, online e seguro. São muitas vantagens que cabem no seu bolso e te ajudam a realizar o sonho de morar sozinho!