Como quitar dívidas? Aprenda a sair do vermelho!

Fabiana Veloso Vizoni

| 4 minutos para ler

quitar dívidas

Continua depois da publicidade

O final do ano está chegando e os planos para as férias e presentes de natal já começaram. Só tem um problema: você está cheio de contas vencidas acumuladas. Então como fazer para quitar suas dívidas?

Segundo o Mapa da Inadimplência do Serasa, o número de inadimplentes no Brasil estava em 62,24 milhões em agosto deste ano, somando 208,78 milhões de dívidas.

Muitas vezes essas dívidas se dão pelo fato de que falta um planejamento financeiro das famílias, que acumulam as contas e quando veem já estão negativadas.

Por conta disso, resolvemos dar algumas dicas para você que quer saber como quitar todas as dívidas e sair de uma vez por todas do vermelho!

Leia também: Quitar dívidas não pode ficar só no sonho: 6 dicas para começar agora

6 dicas para quem quer quitar dívidas

1. Saiba de quanto é a sua dívida

Muita gente não tem nem ideia de quanto ganha e quanto gasta. Por conta disso, acabam, muitas vezes, se endividando justamente por não ter essa noção, gastando mais do que ganham.

Por conta disso, a primeira dica (e uma das mais importantes!) é saber exatamente como está sua situação. Afinal, nessas horas não adianta tapar o sol com a peneira. Saber o valor real que se deve é fundamental para poder traçar um plano para quitar as dívidas.

Sendo assim, confira todas as suas contas não pagas, o quanto você deve no cartão, o quanto está negativo no banco e o que mais você tiver de dívidas. Anote todos os valores, sem esquecer da data de pagamento de cada uma, afinal, existem dívidas que são mais urgentes a serem pagas pois geram mais juros (o cartão de crédito é uma delas!).

2. Defina qual será a estratégia para quitar as dívidas

Agora que você já tem tudo anotado, já pode ter uma noção de quanto tempo vai demorar pra pagar o que deve.

Por conta disso, o planejamento financeiro pessoal é tão importante. É a melhor maneira de saber quanto você pode gastar mensalmente sem comprometer o que você recebe.

Então, sabendo quanto você recebe todo mês, pode fazer uma previsão de quais valores pode retirar para ir quitando as dívidas aos poucos.

Outra necessidade também é separar as dívidas que geram mais juros, conforme mencionamos no primeiro item. Essas são as que precisam ser pagas primeiro para não virarem uma bola de neve e comprometerem ainda mais seu orçamento.

3. Substitua as dívidas

Como assim substituir? É isso mesmo! Você pode fazer outras dívidas para pagar as anteriores. Parece confuso mas é só uma questão de cálculo de juros.

Afinal, se você tem uma dívida no cartão de crédito a juros de 15% ao mês, por exemplo, você pode pegar um empréstimo pessoal com juros bem menores e pagar a dívida do cartão. Assim, pelo menos você economiza no pagamento para a instituição financeira.

Se a dívida for por empréstimo, você também pode optar pela portabilidade para outra instituição com juros menores ou que tenha outros benefícios como um prazo maior de pagamento. A portabilidade é gratuita e é um direito seu.

Aqui no Bom Pra Crédito você encontra ótimas taxas, já que temos mais de 30 parceiros para oferecer os melhores créditos. Faça uma simulação e confira!

4. Planeje-se

Vocês vão ficar batendo na tecla da organização financeira? Sim!! 😇 Afinal, um bom planejamento pode evitar que você crie novas dívidas no futuro.

Para isso, faça uma planilha onde você possa anotar tudo o que recebe e o que gasta. Pode ser no computador, em um aplicativo específico ou até mesmo em um caderno. O importante é deixar tudo sempre anotadinho para que você saiba exatamente para onde vai o seu dinheiro.

Dessa forma, você também consegue controlar melhor seus gastos, já que pode perceber muitas coisas supérfluas que são compradas com o passar do tempo.

Esse planejamento também pode fazer parte da rotina da família. Afinal, ensinar as crianças sobre educação financeira é um grande passo para criar adultos responsáveis pelo seu dinheiro e com menos dívidas.

5. Procure outras maneiras de quitar suas dívidas

Como quitar as dívidas ganhando pouco? Se a situação está complicada e mesmo se organizando você percebe que não terá condições de pagá-las, uma alternativa é conseguir renda extra para ajudar no orçamento familiar.

Você pode utilizar algum dote que você tenha, como fazer bolos e doces para vender. Ou trabalhar nas horas vagas como motorista de aplicativo. Existem algumas alternativas que você pode utilizar para complementar a sua renda.

6. Corte gastos

Pode parecer óbvio, entretanto muita gente endividada continua gastando. Por conta disso, você pode tentar cortar gastos que não são extremamente necessários.

Comer em restaurantes ou delivery é um dos gastos que normalmente podem ser cortados. Claro que para isso você vai precisar cozinhar em casa. Mas faça uma experiência e veja o quanto você consegue economizar ao fazer essa troca.

Evite banhos muito longos, televisão ligada em cômodo onde não tem ninguém, luzes acesas pela sala, tudo isso já faz com que você economize luz. Afinal, essa é uma conta que está muito alta hoje em dia e sua economia pode fazer muito bem para o bolso.

A TV a cabo também pode ser considerada supérflua. Já que muitas vezes os serviços de streaming podem substituí-la e de forma mais em conta.

Leia também: Empréstimo para quitar dívidas: por que ele é uma alternativa

Esperamos que você aproveite essas dicas e saia logo do vermelho! E se precisar, conte com a gente aqui do Bom Pra Crédito. Nós temos a melhor proposta de empréstimo pessoal para você quitar suas dívidas. Confira!

E fique sempre por dentro das melhores dicas aqui no nosso blog!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *